BEM VINDO! Hoje é - 00:00:00

Egídio comemora evolução defensiva no Cruzeiro e agradece a Mano por orientações

Instruções do treinador tem ajudado camisa 6 a melhorar na marcação


Jornal Panorama Lateral Egídio atuou durante os 90 minutos dos cinco jogos do Cruzeiro em 2018

Conhecido por ser um lateral-esquerdo ofensivo, Egídio “segurou o pé” nos primeiros jogos do Cruzeiro na temporada 2018 e mostrou evolução na parte defensiva. Segundo os números do Footstats, o camisa 6 contabilizou 13 desarmes em cinco rodadas no Estadual e se tornou o líder do elenco no fundamento. A melhora na marcação é fruto das orientações do técnico Mano Menezes, a quem o atleta teceu elogios.

“Importância muito grande. O Mano me posicionou e disse que às vezes eu saía na bola, sendo que o melhor era segurar. Eu entendi isso, treinei isso e coloquei isso na cabeça”, disse Egídio, que busca todos os recursos possíveis para crescer ainda mais pelo clube.

“Sempre assisto depois aos meus treinos, que são filmados, e aos jogos. Vejo o que fiz de certo e errado. O Mano tem explicado isso, ele não quer posicionamento errado. O time sofreu apenas um gol em cinco rodadas e ficamos chateados por ter sofrido esse gol. Mas o importante é que estamos criando muito na frente e sofrendo pouco na defesa”, acrescentou.

A orientação de Mano Menezes é para que os laterais Edilson e Egídio não ataquem de maneira simultânea. Se um buscar a linha de fundo, o outro precisa se posicionar mais próximo aos zagueiros.

Mas os dois têm contribuído nos ataques. Cada um acertou sete cruzamentos no Campeonato Mineiro. A diferença é que o lateral-esquerdo tentou mais vezes e por isso registrou maior números de erros – 27, contra apenas seis do destro.

“Sobre as assistências, é como se fossem gols. A gente comemora como se fosse um gol. Muitas vezes saímos cara a cara, mas deixamos para os nossos atacantes e meias e comemoramos junto com eles. Nossos companheiros só vão fazer gols se chegarem as assistências”, declarou Egídio.

Concorrência

Egídio atuou durante os 90 minutos dos cinco jogos do Cruzeiro em 2018. Por isso, seu concorrente Marcelo Hermes, contratado por empréstimo ao Benfica de Portugal, ainda não estreou. O “dono da posição” enalteceu as qualidades do colega, ainda desconhecido por parte dos torcedores.

“O Marcelo, como vocês percebem no dia a dia, é um cara do bem, que veio para nos ajudar, um excelente lateral-esquerdo também, tem muita força e qualidade. Quando ele entrar, nós vamos apoiar. Temos um só objetivo aqui dentro, que é o de ter conquistas. Quando ele entrar, serei o primeiro a dar forças para que ele jogue bem”.

Caso Mano Menezes opte por modificar o setor no jogo de sexta-feira, às 21h30, contra o Democrata, em Governador Valadares, o titular garante que prestará todo o apoio.

“Estou bem, graças a Deus. Tenho me cuidado bastante dentro e fora de campo para cumprir o que tem de ser feito. O Mano ainda não me falou nada, mas se ele achar que tem de preservar, vamos dar força ao Marcelo e dar uma segurada”.