EDITORIA: POLÍTICA


Atualizado em 2016-12-22 08:53:52

Justiça Eleitoral determina que São Bento Abade tenha novas eleições

Candidatura de prefeita eleita foi indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral. Nova data não foi definida; presidente da câmara assume a Prefeitura.



Os eleitores de São Bento Abade (MG) vão ter que retornar às urnas para eleger um novo prefeito para a gestão 2017-2020. A decisão foi anunciada após a Justiça Eleitoral indeferir a candidatura de Janete Rezenda Silva (PSDC), que venceu o pleito neste ano.

Janete teve 1.735 dos 3.584 votos computados na cidade. Depois, no entanto, acabou perdendo o direito à candidatura já que, segundo o Tribunal Regional Eleitoral, as contas que ela apresentou no primeiro mandato como prefeita, entre 2001 e 2004 , foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas.

De acordo com a decisão, em 2003, o município teria gasto mais do que podia na área da saúde. Segundo Janete, o que aconteceu foi um erro de contabilidade. "Não foi considerada a arrecadação do programa Saúde da Família, que vem recurso do Governo Federal e do Governo Estadual, e do PACS, que é o Programa de Agentes Comunitários da Saúde. Não foi computada essa arrecadação", alega.

Já em 2004, foi o contrário. O valor investido na educação ficou abaixo do mínimo. A candidata diz que alguns gastos incluídos na prestação de contas não foram aceitos.

"Nós gastamos [mais] na educação também do que 25% de aplicação, só que o Tribunal de Contas grosou, ou seja, cortou algumas coisas que nós gastamos com as crianças. Festas com as crianças, Dia do Professor, uniforme, que a gente fez duas trocas de uniformes para as crianças, para o inverno e para o verão. E aí caiu essa aplicação por causa de ter cortado para 0,73%. E o que acontece? Isso corresponde também a um valor baixo que não deveria nem ter sido levado em conta pela Câmara Municipal", explica Janete.

A data para a nova eleição ainda não foi marcada. Até lá, quem assume a Prefeitura é o presidente da Câmara Municipal.


Fonte: G1 Sul de Minas





Dê sua opinião sobre o assunto:

Compartilhe essa notícia: